Listas de Debates - Participe

    starbrothers

    forum_ufulogia

    ufobras

    forum_exobiologia

    forum_intaterrestres

     

     

ORLANDINO MARTINS FONSECA, Dr. (In memoriam)

[Orlandino_Martins_Fonseca,_Dr..jpg]

ORLANDINO MARTINS FONSECA, Dr. (In memoriam)


Texto de Mário N. Rangel

Nasceu em Soure/Pará em 5/10/1916 e faleceu em 13/4/2005. Médico. Teve 3 filhos que atingiram nível universitário (duas médicas e um advogado). Foi membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (RJ), e outras 5 entidades médicas. Foi professor de Hipnologia, membro e presidente da Sociedade Brasileira de Hipnose Médica (RJ) e conferencista sobre o tema. Foi colaborador dos Institutos Culturais Brasil-Bolívia, Brasil-Finlândia, Brasil-Peru, Brasil-Uruguai, Brasil-Rússia, entre outros. Foi diretor e presidente do Lions Clube Leblon (RJ). Hipnólogo em ufologia da segunda geração (1970/1989). Hipnotizou o guarda de segurança Almiro Martins de Freitas, de 31 anos, casado, com 3 filhos, que estando em serviço em 30-8-70 disparou por volta das 21h45 três tiros de revolver contra um disco voador visto por várias testemunhas, que baixou em área de segurança nacional sobre a Represa do Funil em Itatiaia/RJ o qual revidou com um raio que o paralisou e cegou temporariamente. O disco voador deixou marca no chão. O caso foi amplamente tratado por jornais do Rio de Janeiro (O Globo, Última Hora, O Dia, Correio da Manhã, Diário de Notícias) e por vários outros do mundo e mereceu detalhada matéria ilustrada no Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos Sobre Discos Voadores nº 74/79 de fevereiro de 1971 (em CD vendido por cipexbr@yahoo.com). Consta nas págs. 125 a 127 do “Livro Branco dos Discos Voadores”, de Guilherme Pereira e Walter Karl Bühler, em capítulo que trata de discos voadores em diferentes usinas hidroelétricas brasileiras e nas páginas 101 a 104 de “UFOs e Abduções no Brasil”, de Irene Granchi. Almiro após receber alta, concedeu entrevista a programa de TV.

Almiro é uma das 217 pessoas atacadas até 1998 por discos voadores relacionadas em http://sapiensweb.free.fr/articles/2-costag-b.htm. Ele sofreu cegueira psicogênica motivada por um choque traumático, esteve internado durante 15 dias no Hospital da Cruz Vermelha (RJ) onde foi atendido por oftalmologista e médicos e curado por 6 a 7 sessões de hipnose feitas pelo Dr. Orlandino, durante as quais Almiro confirmou em estado alterado de consciência o que havia contado em vigília. Há artigo em inglês sobre o caso com ótima foto da represa em http://ufophysical.com/index.php?option=com_content&task=view&id=35. Antes do Dr. Orlandino já tinham utilizado a hipnose em ufologia no Brasil o parapsicólogo e autor Álvaro Fernandes e o médico Dr. Max Berezovski, ambos da primeira geração (hipnoses feitas até 1969), também biografados neste blog junto a vários outros da 2ª e 3ª (1990 a 2009) gerações. O Brasil é o país em 2º lugar em número de hipnólogos em ufologia no mundo, perdendo apenas para os EUA.